Literatura

A série de audiolivros Fernando Pessoa 4 X 4 registrou em áudio os poemas de Fernando Pessoa e seus três principais heterônimos com quatro atores diferentes. Em 2009, o ator Alberto Guzik gravou os escritos de Alberto Caieiro. Depois das gravações feitas e revisadas, em junho de 2010, Guzik faleceu.Passaram-se cinco anos de amadurecimento desta obra. A voz de Guzik está suave no áudio, amalgamada à voz de Caieiro. Guzik conhecia como ninguém a obra de Fernando Pessoa. Trouxe para o estúdio várias edições de diferentes poemas, todas anotadas e, às vezes, corrigidas. Autor: Fernando Pessoa Narração: Alberto Guzik Duração: 01h16m

Neste curto romance, Jorge Amado conta a história da morte (ou das mortes, como saberá o ouvinte) de Quincas Berro D’Água. Quincas é um funcionário público que deixa a enfadonha vida em família e o dia-a-dia burocrático para viver como bem entende, bebendo cachaça e amando as mulheres e o mar. Sua morte põe em xeque os valores e sentimentos da família, dos amigos e da própria sociedade. Quem é o defunto? É o respeitável funcionário Joaquim? Ou o vagabundo beberrão que vagava pelas ruas de Salvador? O ligeiro sotaque da atriz Nevolanda Pinheiro, também nascida na terra de Jorge Amado, encarrega-se de ressaltar o recheio de humor e lirismo que o escritor baiano usa para contar direitinho como tudo aconteceu. Por que a fama de Quincas correu o mundo? De onde veio o apelido de Berro D’Água? Quem eram seus amigos, sua família e sua companheira? Por fim, como foi que Quincas morreu? Autor: Jorge Amado Narração: Nevolanda Pinheiro Duração: 02h15m

Neste audiolivro, Marcelino Freire lê os 17 contos que compõem a obra homônima impressa, incluindo Muribeca, Belinha, Moça de Família, Volte Outro Dia, Socorrinho, Filho do Puto, Troca de Alianças, Angu de Sangue, A Senhora que Era Nossa, Os casais, O Caso da Menina, Sentimentos, Faz de Conta que Não Foi. Nada, A Cidade Ácida, The End, J.C.J. e Mataram o Salva-vidas. Ninguém melhor do que o próprio autor, nesse caso, para reafirmar a vida das suas palavras, que cortam, rasgam, furam, rebolam, vão se embrenhando na gente. Autor e narrador: Marcelino Freire Duração: 01h46m

Este clássico conjunto de contos faz um registro do dia-a-dia dos imigrantes italianos na cidade de São Paulo durante a década de 1930. Mostra seus hábitos, crenças e costumes. Descreve seu jeito de falar e de vestir. Como pano de fundo, aparece a cidade de São Paulo, na época já vibrante, com seus primeiros automóveis, que se desenvolvia impulsionada por uma miscelânea de raças, credos e costumes. O escritor e jornalista Antônio de Alcântara Machado consagrou-se com esta obra, cuja leitura hoje é obrigatória para vários exames de vestibular. A atriz Cristina Mutarelli trabalhou com importantes diretores de teatro e atuou no cinema e na televisão. Convidada para gravar Brás, Bexiga e Barra Funda, encarou o desafio com alegria e muitos sorrisos, deixando fluir sua índole italiana. Autor: Antonio de Alcântara Machado Narrador: Cristina Mutarelli Duração: 01h41m

Um cordel pós-moderno que revela, tanto para o público que acompanha o trabalho de Chico César como para aqueles que se interessam por poesia, um poeta original, erudito e afinado com a sensibilidade contemporânea. Um poeta capaz de dialogar, com vigor e originalidade, com os cantos do sertão e da Divina Comédia, com o pop, com o modernismo latino-americano, com a poesia brasileira e, é claro, com a música popular. ‘Cantáteis’, nas palavras do autor, é “um canto de amor e amizade a uma mulher”, e foi escrito impulsionado “por esse sentimento híbrido (‘amozade’) e que muitas vezes julgamos formado por partes que se negam – o amor e a amizade”. Autor e narrador: Chico Cesar. Duração: 01h04m

O audiolivro Contos de Agora reuniu 21 novos escritores brasileiros. Alguns já estão consagrados, outros ainda começam a trilhar o caminho do reconhecimento, mas todos apresentam qualidades indiscutíveis dentro do painel da nova literatura brasileira. Cada um com seu estilo e com sua temática, na voz de Leona Cavalli todos os contos ganham um colorido e um interesse completamente inesperados. A atriz, já consagrada pelo teatro e pelo cinema, e agora fazendo sucesso na televisão, empresta seu talento para reinventar as histórias, os recortes do cotidiano, o lirismo, o humor, a ira, a degustação das palavras, enfim, tudo que esse time de grandes escritores fez de melhor. Autor: Diversos Narrador: Leona Cavali Duração: 02h17m

Os contos de Lima Barreto (1881-1922) já mostram algumas características do conto moderno da literatura brasileira, entre elas a simplicidade e a objetividade. Este audiolivro contém alguns de seus principais contos, todos eles marcados pela observação crítica da sociedade e dos costumes de sua época, mostrados com humor e ironia. Autor: Lima Barreto Narração: Gustavo Rocha Duração:03h01m

Anton Tchekhov (1860 – 1904) é leitura obrigatória não só para quem está ligado ao teatro ou à literatura mas para quem se interessa em observar o ser humano. Às vezes, muito divertido, às vezes, dramático, Tchekhov tece sua prosa com todos os fios da alma humana. Nela cabem toda a grandeza e toda a mesquinhez inerentes ao ser humano. Neste audiolivro, o ator Clóvia Tôrres empenhou-se para garantir a correta pronúncia dos termos em russo. Fez um trabalho detalhista e corajoso de registrar em áudio um dos maiores nomes da literatura mundial. A tradução ficou por conta de ninguém menos que Tatiana Belinky, uma das mais consagradas tradutoras de Tchekhov para o português. 
Autor: Anton P. Tchekhov
Tradução: Tatiana Belinky
Narrador: Clóvis Tôrres Duração: 140 minutos

Arthur Azevedo é considerado por muitos estudiosos como um dos maiores escritores brasileiros, à altura de Machado de Assis. Seus textos se aproximam da representação de uma comédia; muitos contos são piadas transcritas. Tudo que se passava nas ruas ou nas casas lhe forneceu assunto para as histórias, os namoros e os casamentos arranjados por conveniência, os desentendimentos conjugais, as relações de família e amizade, as cerimônias festivas ou fúnebres e até mesmo a infidelidade. Seus personagens são caracterizados com a intenção de representar os cariocas da época, com toda a perplexidade e confusão diante das novas relações sociais e de comportamento que se estabeleciam com a República. Autor: Arthur Azevedo Narração: Marcos Damigo Duração: 02h20m

O audiolivro “Contos Negreiros” foi gravado pelo próprio autor a partir do livro de mesmo nome, lançado em 2005, vencedor do Prêmio Jabuti 2006. A gravação conta com a participação especial da cantora Fabiana Cozza e do percussionista Douglas Alonso. Fabiana faz a abertura, o fechamento e lê o conto Linha do Tiro junto com Marcelino. Douglas pontua a prosa com variados timbres e ritmos de percussão. Nos 16 contos da obra, Marcelino passa por temas como escravidão, turismo sexual, amor gay, prostituição infantil, analfabetismo. Tudo isso visto não por quem se senta na cadeira de observador convencional, mas por quem está lá no meio de tudo, desse turbilhão de referências que hoje envolvem o homem brasileiro, e no caso específico desta obra, o negro brasileiro.

Autor e narrador: Marcelino Freire Duração: 56 minutos.

Em Dias Raros, João Anzanello Carrascoza mostra homem e mulher, irmão e irmã, menino e avó, pai e família, enfim, seres humanos e suas relações. A vida brota das lembranças, do olhar pela estrada, de um dente que falta na boca, de uma cidade que enche a paisagem. A vida está na viagem, nos cheiros, na paisagem, no sonho e na expectativa. A gravação no formato de áudio ficou a cargo do grupo Teatro da Travessia. João Anzanello Carrascoza, hoje reconhecido como importante escritor da nova geração, professor da Universidade de São Paulo e da Escola Superior de Propaganda e Marketing, foi ganhador do Prêmio Jabuti de 2007 na categoria contos e crônicas com o livro O Volume do Silêncio.Para cada emoção, para cada sensação, cheiro ou imagem, Carrascoza encontra as palavras exatas. À riqueza de sua escrita, o Teatro da Travessia somou um colorido de vozes, ora organizadas em jogral. Autor: João Anzanello Carrascoza Narrador: Grupo Teatro da Travessia Duração: 01h56m

Dom Casmurro, de Machado de Assis, tem como matéria-prima os meandros mais profundos da mente de um homem apaixonado, onde nasceu a dúvida com relação à traição da esposa. Trata-se de um dos mais importantes romances da literatura mundial. Neste audiolivro, Rafael Cortez deixa-se sentir o amor de Bentinho, entrega-se a sua paixão e mergulha totalmente nas suas dúvidas, amando e odiando Capitu e Escobar, conforme lhe passam idéias pela mente. O ator volta desse mergulho com a obra completa, ora doce, ora angustiada, para o ouvinte. Quem escuta entende o que ele quer dizer quando afirma ser “louco por Machado”. Autor: Machado de Assis Narrador: Rafael Cortez Duração: 06h34m

Nesta coletânea, Affonso Romano de Sant´Anna nos fala sobre o amor em 26 crônicas. Mas, longe de tentar estabelecer teses, Affonso ora flerta com o amor, ora observa suas sutilezas; às vezes, admira sua simplicidade, outras vezes, deixa-se destroçar por sua tormenta. O amor, para Affonso, pode ser o amor da espera ou o amor infeliz, pode ser o amor infiel ou o da mulher madura; às vezes, está nas pequenas seduções cotidianas; outras vezes, evidencia-se entre os homens de negócio; pode ser o melhor — ou o pior — amor. Affonso é um poeta, um homem de letras e literatura. Tem mais de quarenta livros publicados e já recebeu vários prêmios importantes na área literária, como o Prêmio União Brasileira de Escritores (recebido duas vezes) e o Prêmio APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, pelo conjunto da obra. Atualmente, escreve para os jornais Estado de Minas e Correio Brasiliense. O ator e dramaturgo Marcos Damigo fez a leitura das 26 crônicas. Autor: Affonso Romano de Sant’Anna Narrador: Marcos Damigo Duração:

A série de audiolivros Fernando Pessoa 4 X 4 registrou em áudio os poemas de Fernando Pessoa, ele mesmo, e seus três principais heterônimos com quatro atores diferentes.Para gravar os escritos de Fernando Pessoa, ele mesmo, convidamos o ator Hélio Cícero, que trouxe para o estúdio toda sua afinidade com a obra do poeta português. Autor: Fernando Pessoa Narrador: Helio Cicero Duração: 01h04m

 Florbela Espanca – A Hora que Passa apresenta a vida dessa grande poeta portuguesa em uma dramaturgia construída a partir de seus poemas, contos, cartas e diário. No texto, todas as palavras são da própria Florbela. Este trabalho resulta de três anos de pesquisa sobre sua vida e obra. Depois de ganhar vida nos palcos, o monólogo foi registrado em livro (Giostri Editora) e agora ganha sua versão em audiolivro na voz e na envolvente interpretação de Lorenna Mesquita. Autor: Lorenna Mesquita e Fabio Brandi Torres
 Duração: aprox.. 1h00

O romance conta a história de Leonardo, menino travesso que, quando cresceu, virou um sargento de milícias. A narrativa, de estilo jornalístico e direto, incorpora a linguagem das ruas, fugindo aos padrões românticos da época, em que os romances retratavam os ambientes aristocráticos. A obra é hoje leitura obrigatória para vários exames de vestibular. Autor: Manuel Antonio de Almeida Narração: Gustavo Rocha Duração: 07h27m

O imortal Machado de Assis escreveu grandiosas obras em quase todos os segmentos, e é considerado um marco para a história da literatura brasileira. Nasceu no Rio de Janeiro e logo conquistou espaço entre as prateleiras dos amantes da literatura. Machado fundou a Academia Brasileira de Letras e se consagrou como um dos gênios das palavras. Escute, Memórias Póstumas de Brás Cubas, um clássico que esta agora disponível em audiolivro com ambientação sonora e uma narração brilhante. Autor: Machado de Assis Narração: Rafael Cortez Duração: 07h23m


Neste audiolivro, a leitura de Rafael Cortez, que se diz “louco por Machado”, é fluída, como se as palavras tivessem vivido dentro dele desde as primeiras leituras na escola, as releituras de adulto, desde sempre. Nos momentos decisivos da obra, Rafael encontra o melhor timbre e a entonação perfeita para deixar tudo bem claro para o ouvinte. Em O Alienista, Machado de Assis ironiza o conceito de loucura e o poder do conhecimento científico. No conto, o médico Simão Bacamarte funda um hospício e passa a internar nele todos aqueles que julga loucos. O procedimento leva a um desfecho inesperado. Esta obra, publicada entre 1881 e 1882, marcou o início da fase realista do autor e vem sendo lida por todas as gerações desde então. Autor: Machado de Assis Narrador: Rafael Cortez Duração: 01h57m

O Cortiço descreve a ascensão social do comerciante português João Romão e sua rivalidade com o comendador Miranda. A narração se entrelaça com a história de vários episódios dos moradores do cortiço, cuja luta pela sobrevivência é dura e cruel mas envolvida em alegria e sensualidade. Há a transformação do português Jerônimo, que se apaixona pela mulata Rita Baiana, a vida difícil da escrava Bertoleza e o dia a dia de vários outros personagens.
O autor descreve com riqueza de imagens e figuras de linguagem o ambiente do qual os personagens derivam e pelo qual são transformados, conforme os caminhos propostos pela literatura naturalista. 
Autor: Aluísio Azevedo Narrador: Sandra Silvério Duração: 10h50m

Neste audiolivro, Rafael Cortez lê na íntegra a obra de José Mauro de Vasconcelos. Para dar vida ao garotinho Zezé, Rafael empresta não só sua voz, seu violão, sua emotividade e sua técnica de ator, mas sua própria história. Os trechos de canções citadas no livro foram interpretados por Rafael, que cantou as melodias originais, quando conhecidas, e criou melodias para obras não localizadas. Para as aberturas de capítulos e passagens de blocos de texto, ele desenvolveu três temas de violão solo. Zezé é uma criança precoce que cria um mundo de fantasia para refugiar-se da dura realidade em que vive com a família. Autor: José Mauro de Vasconcelos Narrador: Rafael Cortez Duração: 04h18m

136 minutos de pausa Um homem busca espaço para apoiar seu cotovelo ao lado de uma mulher gorda no avião. O amor do ventríloquo se expressa pelas vozes dos seres inanimados. Avaca é transfigurada em fonte de alimento, de sonho, de desejo. Moacyr Scliar surpreende até quando se propõe a ser simples, como a saída que encontra para vencer o estresse no conto Pausa, ou quando conta sem floreios o que faz um corretor de imóveis para vender um apartamento de cobertura.
Sua matéria-prima é o que sabemos e o que não queremos saber da vida. Suas ferramentas são o insólito e o surpreendente. Ler Moacyr Scliar estimula a curiosidade, dá medo, faz rir, arrepia, chega a desafiar a inteireza do estômago, o ritmo da respiração. Ao final, a arte se recompõe, nos afeiçoamos à mais estranha das criaturas, acostumamos com os mais indigestos rituais, nos apaziguamos diante das cruezas humanas e aceitamos que Moacyr tinha razão: o ser humano é mesmo esquisito.
Autor: Moacyr Scliar Narrador: Giuseppe Oristânio Duração: 02h14m

Fernando Sabino (1923-2004) é mestre em explorar o viés engraçado de situações do cotidiano, vividas por pessoas comuns. Neste audiolivro, Ivam Cabral usou sua experiência e sensibilidade para dar à obra de SABINO um tom de leveza e graça que não se perde no riso fácil. A trilha sonora foi composta e executada por Marcello Amalfi, que, nesta obra, encontrou um caminho novo para fazer trilha para literatura. Autor: Fernando Pessoa Narrador: Ivam Cabral Duração: 02h41m

%d blogueiros gostam disto: